A importância da carne suína

Sabemos que o consumo da proteína animal traz muitos benefícios para a saúde como a produção de massa muscular e anticorpos, além de auxiliar no transporte de oxigênio. Uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP- Ribeirão Preto), apontou que o brasileiro consome cerca de 13 quilos de carne de porco por ano, quantidade inferior ao consumo das carnes de frango (37 quilos) e a bovina (36 quilos). Isso se deve a um preconceito antigo que associava a carne de porco a transmissão de doenças.

Porém este cenário vem mudando, com pesquisa e tecnologia a carne de porco tornou-se uma opção segura, nutritiva e convenhamos, deliciosa. Com acesso à informação, o público, aos poucos, tem confiado mais na escolha do suíno, que traz elementos importantes para o funcionamento do nosso organismo, veja só:

Tiamina: A vitamina desenvolve um papel importante na síntese dos glóbulos vermelhos, atuando desta forma no fornecimento adequado de oxigênio para as células. A tiamina em contato com outros elementos do organismo forma uma enzima chamada tiamina pirofosfato, responsável por transformar glicose em energia para o corpo.
Selênio: O selênio é um mineral antioxidante, auxiliando com isso, na prevenção de diversos tipos de câncer pois consegue eliminar os radicais livres.
Vitamina B6: Pertencente a família de vitaminas do Complexo B, a B6 age na quebra do glicogênio, ajuda na formação da hemoglobina, anticorpos e alguns hormônios. Outra função importante e que impacta diretamente em nosso dia a dia é a produção de serotonina. A serotonina é um neurotransmissor que age no humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal e sensibilidade.
Zinco: O zinco também possui ação antioxidante e pode evitar a mutação de células cancerígenas. Possibilita também o equilíbrio hormonal com a produção natural de testosterona.
Fósforo: Com grande absorção pelo organismo o fósforo é muito importante para a saúde dos nossos ossos. O mineral ainda atua na contração dos músculos e em reações químicas que liberam energia.

A gente te ajuda com dicas para comprar e conservar o produto

Ainda está com dúvida sobre como comprar um produto de qualidade para usufruir dos benefícios citados acima? O engenheiro de alimentos Marçal Galdino, com formação e MBA pela Unicamp, apontou algumas dicas importantes!

“A cor da carne quando fresca tem que ser “rosada”. Dê preferência para cortes que não possuem gordura entremeada, que você consegue retirar a gordura aparente depois do preparo. O produto deve ser mantido sob refrigeração ou congelado, por ser um produto perecível. Uma vez descongelado não deve ser mais congelado e se estiver fresco manter na geladeira por 2 a 3 dias. O tempo de cozimento depende do tamanho da peça/corte, em média é 1 hora por quilo de carne a 180° C. Depois de pronta consuma em até 2 horas (se a temperaruta ambiente estiver até 30°C) e o que sobrou guardar sob refrigeração adequadamente armazenada e consumir em até 4 dias.” Afirmou o engenheiro.
Viu como é fácil? Agora não tem mais motivo para não optar por este alimento mais vezes no seu dia a dia.

Você conhece os cortes ou sempre pede os mesmos?

Uma das causas do consumo de carne de porco ainda ser muito inferior em relação as outras carne é que os consumidores conhecem pouco os cortes suínos. Em geral apenas os 3 seguintes cortes são os mais pedidos: pernil, lombo e costela. Os demais nem sempre são solicitados e em alguns casos são até desconhecidos. Acompanhe no mapa outras boas opções para o seu cardápio.

 

Fonte: Infood

Em geral, a peça com menos gordura é o lombo, mas o filé e a parte central da coxa também são cortes com menor teor de gordura, sendo inclusive, menos calóricos do que a coxa do frango, por exemplo.

Uma receita deliciosa, saudável e segura que leva carne de porco crua! Acredita? A gente te conta mais! –
Na edição de outubro da revista “O presente rural” conhecida pelo conteúdo de qualidade no universo agro publicou uma receita diferente e que comprova a qualidade da carne suína a ponto desta ser servida crua. É o quibe cru de porco! O cheff Daniel Furtado ensina passo a passo:
Ingredientes:

  • 800g de paleta suína moída
  • 1kg de farinha para quibe
  • 200g de cebola
  • ½ maço de salsinha e ½ de cebolinha
  • ½ maço de hortelã
  • 1,5 litro de água
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Colocar a farinha na água e esperar absorver. Após este tempo misturar a carne e os ingredientes. Em seguida, moer duas vezes, amassar e servir com azeite e e folhas de hortelã.